Projeto Político Pedagógico

O maior desafio para uma escola é ela se reinventar a partir da avaliação do seu fazer, da sua rotina e da sua cultura. A cultura instalada, na maioria das vezes, não está escrita nem definida em papéis com belos logotipos, mas, sim, habita o cotidiano escolar, a relação professor-aluno, as conversas dos corredores e os olhares entre as pessoas que se entrecruzam. Aí está a verdadeira concepção educacional de uma instituição. Na Fundação Liberato, não é diferente.

Quando alguém ouve falar da Liberato, lembra-se dos firmes princípios que norteiam nosso trabalho. Lembra-se de ética, de comprometimento, de disciplina, de desenvolvimento sustentável, de valorização do ser humano, de responsabilidade e de busca de excelência. A partir da compreensão da relação indissociável entre a vida e o mundo do trabalho, busca-se uma sólida formação científica e tecnológica aliada a uma formação humanística e comportamental. Por isso, entendemos fundamental que o estudo se conecte com o mundo do trabalho, permitindo uma relação dialógica entre o ensino e a vida profissional.

Trabalhamos intensamente, fortalecendo o uso do método científico como ferramenta pedagógica em sala de aula, pois acreditamos que não se pode mais dissociar ensino e pesquisa. Iniciamos como uma feira dentro de uma sala de aula, que cresceu ano a ano e hoje é uma das maiores feiras de ciência jovem da América Latina – a Mostra Internacional de Ciência e Tecnologia (MOSTRATEC).

A organização e o desenvolvimento curricular, seus objetivos, conteúdos e métodos, baseiam-se em um projeto de sociedade democrática, diversa e inclusiva, compreendendo a educação como processo formativo. Isso permite o crescimento pessoal e coletivo, a construção do conhecimento, a apropriação para enfrentar novas tecnologias e a elaboração autônoma e com discernimento sobre temas complexos.

No ano de seu cinquentenário, a atualização do Projeto Político-Pedagógico reveste-se de especial relevância, ao permitir reflexões sobre nossos princípios e metas, definições de regras de convivência e marcos regulatórios, envolvimento dos sujeitos da comunidade escolar, ousada intervenção pela melhoria da condição humana, enfrentamento do movimento e das mudanças e prospecção de compromissos para sua atuação e expansão institucional. Cabe, pois, na certeza da natureza pública da Fundação Liberato, sermos agentes de nosso futuro e fortalecermos nossa identidade,que dá vida e corpo para a formação integral que nos é tão cara e tão bem é reconhecida pela sociedade através dos alunos egressos.

Leo Weber
Diretor Executivo – 2012/2017

Núcleo de Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia

Núcleo de Educação, Cultura, Esportes, Ciência e Tecnologia: Espaço de realização de ideias na Fundação Liberato.

Um espaço de diálogos, deliberações, estratégias e realização de propósitos educacionais

A criação e regulamentação do Núcleo

A Direção Executiva da Fundação Liberato, em 2010, propõe a criação do Núcleo de Educação, Cultura, Esporte e Ciência & Tecnologia, a fim de revigorar as áreas de atuação assentadas sobre a Educação, a Cultura, o Esporte e a Ciência & Tecnologia, tendo como principal objetivo fazer com que as atividades realizadas nesses Eixos passem a dialogar entre si, estabelecendo trocas. Assim, vários professores, de acordo com suas possibilidades, escolheram fazer parte de um dos Eixos referidos, conforme sua área de interesse. Na sequência, exatamente no segundo semestre desse mesmo ano letivo, a Direção Executiva institui a Coordenação Geral do Núcleo, para concretizar o espaço integrador do diálogo entre os quatro eixos. Em 2017, sob a Coordenação da Maria Inês Utzig Zulke, é elaborada a Regulamentação do Núcleo de Educação Cultura, Esporte e Ciência & Tecnologia, posteriormente aprovada pelo Conselho Técnico Deliberativo – CTD.

Coordenações atuais:

Núcleo: Leandro Andrighetti
Eixo Educação: Rogéria Silveira Pacheco e Ana Izabel Fernandes
Eixo Cultura: Colegiado
Eixo Esportes: Sheila Schwendler
Eixo Ciência & Tecnologia: Pedro Ghiel

Os Eixos

Os Eixos são compostos de integrantes que atuam em diferentes espaços e áreas do conhecimento, que enriquecem o colegiado através de suas experiências. Os integrantes vão além do seu fazer pedagógico, colocando suas experiências a serviço de uma educação integral e de qualidade.

Os Eixos são fóruns de diálogos, deliberações, estratégias e realizações de propósitos educacionais. Notadamente dinamizam o ambiente escolar e criam oportunidades para os empregados públicos e estudantes desenvolverem conhecimentos e habilidades para além dos componentes curriculares, oportunizando aprendizagens diversas e favorecendo uma formação ampla.

Os Eixos são estratégicos na consolidação das metas, dos objetivos e dos princípios do Projeto Político Pedagógico – PPP. Possuem atribuições específicas que fortalecem os propósitos da Fundação Liberato, de ser uma Escola de Formação Integral comprometida com 4 Pilares (Aprender a Ser; Aprender a Conhecer; Aprender a Conviver, Aprender a Fazer).

Os principais encargos Eixos:

Eixo Educação: dedica-se a refletir sobre o modo de fazer e as condições para a realização da prática pedagógica. Dessa forma, pretende fortalecer o processo de ensino e aprendizagem, ao destacar a importância de criar espaços e momentos de estudos e de debates sobre ideias relacionadas à área da educação, com o intuito de ir ao encontro dos anseios do corpo docente da nossa Instituição.

Eixo Cultura: coordena as ações comemorativas alusivas ao Aniversário da Escola; as atividades motivadoras de reflexão sobre o Meio Ambiente; a organização da agenda do momento cultural institucional, providenciando as condições necessárias para que ocorram o Festival de Teatro, o Festival da Canção, o Festival de Dança, a Mostra de Cinema, o Sarau Poético, o Café Literário, o Liberarte (publicação anual de contos, crônicas e poemas produzidos pelos alunos); cabe lembrar que cada um desses eventos possui uma equipe própria responsável pela sua execução.

Eixo Esporte: promove modalidades esportivas e atividades físicas, em horários alternativos, para alunos e servidores da Fundação Liberato; treina e acompanha as equipes de representação da instituição que participam de torneios municipais, estaduais e nacionais; e organiza os Jogos Interséries e o “GreNal dos Funcionários”, que são eventos escolares.

Eixo Ciência &Tecnologia: fica à frente da elaboração e da revisão periódica do “Manual de Orientação à Pesquisa Científica”; da organização de Seminários com relatos de experiência de professores orientadores de projetos de pesquisa, bem como de participantes e expositores de trabalhos de pesquisa em feiras nacionais e internacionais; do compartilhamento das atividades da disciplina de Projetos (que está no Plano de Trabalho de todos os cursos da escola); e do acompanhamento das ações da FEICIT (Feira Interna de Ciência e Tecnologia) e da MOSTRATEC (Mostra de Ciência e Tecnologia). E todas essas realizações são comunicadas e apreciadas por todos os componentes do Núcleo, em reunião dos Quatro Eixos, com a intenção de manter um processo contínuo de qualificação e de integração.

Projeto Promoção de Saúde Liberato - Escola como lugar de vida

Apresentação

O Projeto Promoção de Saúde foi idealizado no ano de 2019, buscando reunir iniciativas que já vinham sendo desenvolvidas e contemplar novas demandas que tornavam imperativa uma ação conjugada de esforços, buscando fortalecer uma cultura institucional de diálogo, de acolhimento e de cuidado.

Em 2020, o seu planejamento precisou ser adaptado ao contexto da pandemia. Este período complexo agregou novas questões a serem pensadas do ponto de vista da saúde: a exigência do ensino remoto e todas as implicações decorrentes dessa modalidade ainda desconhecida pela grande maioria das escolas, o distanciamento social, as dificuldades de ordem econômica e social, o medo e os demais sintomas psíquicos que emergem de uma crise sanitária global sem precedentes na história.

Neste cenário, o papel da instituição vem sendo exercido para viabilizar a garantia do ensino com todos os cuidados de saúde necessários, incluindo o de proporcionar um ambiente menos nocivo à saúde mental. Dimensionar a função da instituição escolar em uma situação de crise com essas proporções é um desafio central, exigindo um olhar generoso e sensível no acolhimento para lidar com as dificuldades – de todas as ordens que se apresentam no cotidiano escolar – e encontrar os caminhos possíveis.

É importante destacar que a Fundação Liberato possui, além do Projeto Promoção de Saúde, diversas outras atividades voltadas à saúde da comunidade escolar. Estas atividades são organizadas por disciplinas, coletivos, projetos de ensino e estruturas de apoio e contemplam estudantes, trabalhadores e pais. O Projeto as denomina como ações transversais, pois oportunizam encontros, reflexões, trocas, conhecimento e experiências nas áreas da cultura, do esporte, da pesquisa e do ensino, que contribuem significativamente para a promoção de saúde.

O Projeto Promoção de Saúde é coordenado pela Diretoria de Recursos Humanos e possui um grupo executor, integrado pela Direção de Ensino de Ensino, Centro Pedagógico, Serviço de Acompanhamento Escolar e Serviço de Psicologia.  Pretende-se, também, contar com o apoio da Associação dos Docentes, Comissão de Funcionários, Grêmio de Alunos e Associação de Pais e Mestres para a realização do Projeto, incluindo algumas ações conjuntas.

Esse espaço no site institucional da Fundação Liberato tem como objetivo a divulgação das ações do Projeto e a indicação de materiais diversos sobre a temática da saúde mental. Trata-se de um meio importante para compartilhar informações, estudos, eventos e redes de apoio, visando o fortalecimento de uma cultura de cuidado. Transformar a saúde mental em um assunto conhecido faz com que as pessoas prestem mais atenção a si mesmas e às pessoas próximas.

Acesse aqui o Projeto

Conteúdos Sugeridos pelo Projeto Promoção de Saúde:

  1. Manual “Saúde Mental na Escola em Tempos de Pandemia – Guia prático para professores e professoras”, do Governo do Estado do Rio Grande do Sul:
    https://coronavirus.rs.gov.br/upload/arquivos/202103/08171456-volta-as-aulas-em-tempos-de-pandemia.pdf
  2. Site “Saúde Mental”, do Instituto de Psicologia da UFRGS:
    https://www.ufrgs.br/saudemental/
  3. Guia disponibilizado pela UNICEF:
    https://www.unicef.org/brazil/relatorios/guias-por-uma-educacao-que-protege-em-situacoes-de-crise
  4. Aula Pública “Saúde mental em tempos de pandemia e distanciamento social”, da Associação Docente da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (ADUFRGS):
    https://www.youtube.com/watch?v=XDqtq_2ATI4&t=5174s
  5. Live “Adolescer na Pandemia: A Saúde Mental em Debate”, da psicóloga Bianca Stoker, de 27/10/2020:
    https://drive.google.com/file/d/1xvGmNUd2eOipdsAs1OLl5ZEQTqgpun8u/view
  6. Live “Aprendizagem em tempos de travessia de uma pandemia”, com a psicóloga Bianca Stoker, de 22/06/2021:
    https://www.youtube.com/watch?v=kwggwd3cXig

SETEMBRO AMARELO

Sugestão de links e eventos sobre o Setembro Amarelo

  1. Página completa com material disponível sobre a campanha Setembro Amarelo https://www.setembroamarelo.com/
  2. Link do CVV – Centro de Valorização da Vida que realiza apoio emocional e prevenção do suicídio, atendendo voluntária e gratuitamente todas as pessoas que querem e precisam conversar, sob total sigilo por telefone, email e chat 24 horas todos os dias https://www.cvv.org.br/
  3. Evento promovido pelo Comitê Estadual de Promoção da Vida e Prevenção do Suicídio RS.


O evento será transmitido através do canal do YouTube da SES/RS, às 16h do dia 22 de setembro de 2021, através do endereço  http://youtube.com/SecretariadaSaudeRS

Onde encontrar ajuda: